sexta-feira, 2 de agosto de 2019

CEPAE/UFG - 50 anos de história - download



CENTRO DE ENSINO E PESQUISA APLICADA À EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
- 50 ANOS DE HISTÓRIA




quarta-feira, 31 de julho de 2019

LabTIME/UFG - Formação digital gratuita com 10 mil vagas




LabTIME/UFG abriu inscrições para um curso sobre Tecnologia da Informação e Mídias Educacionais.

O curso de formação é totalmente online e gratuito. A oferta de vagas é surpreendente, pois serão 10 mil vagas.

E todos os que concluirem e cumprirem os requisitos estabelecidos receberão uma declaração de conclusão.

O curso tem como ambiente a plataforma AVAMEC, desenvolvida pelo próprio laboratório.

O programa completo possui 50 horas de atividades e é composto de cinco unidades (com as respectivas cargas horárias):

- O estudante de Educação a Distância (10h);
- Sociedade em Rede (10h);
- Educação a Distância (10h);
- Mídias na Educação (12h);
- Evolução Tecnológica: computadores e dispositivos móveis (8h).

TICS - Tecnologia da Informação e Mídias Educacionais
Responsável: LabTIME/UFG
Inscrições gratuitas e limitadas às 10 mil vagas oferecidas


FONTE: LabTIME/UFG

quarta-feira, 19 de junho de 2019

MBA UFSCar – Especialização em Educação e Tecnologias

Educação e Tecnologias

Especialização em
Educação e Tecnologias
(UFSCar – Turma 2019)

Estão abertas as inscrições para o curso de 
Especialização em Educação e Tecnologias da
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Conheça uma proposta de formação aberta e flexível, em que
 você pode configurar o curso do seu jeito. Participe!

São cinco (5) opções de curso ou habilitação:

Gestão da Educação a Distância
Produção e Uso de Tecnologias para Educação
Design Instrucional (Projeto e Desenho Pedagógico)
Docência na Educação a Distância
Recursos de Mídias para Educação

Inscrições até 17/07/2019

Visite o site e confira mais detalhes:

Fonte: ufscar.br














sexta-feira, 7 de junho de 2019

16º Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais - Out/19 em Brasília/DF

Olá pessoal,

Hoje vamos dar uma palhinha para os colegas do Serviço Social. O CBAS é o maior evento do Serviço Social brasileiro e terá como tema: 40 anos da "Virada" do Serviço Social.

Para os Assistentes Sociais que nos acompanham vamos fazer esse lembrete do congresso de sua área. E lembrando que o prazo de envio de trabalhos para 16º CBAS foi prorrogado para 23/06/19.

ACESSE O SITE DO EVENTO CLICANDO AQUI

Mas se você conhecer um Assistente Social, ajude-nos a fazê-lo tomar conhecimento dessa postagem.

Imagem mostra ilustração de mulher segurando um texto impresso com a informação de que o prazo para envio de trabalhos para o CBAS vai até 23 de junho. Embaixo tem uma ilustração do Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, local que será realizado o evento. Há várias pessoas caminhando em direção ao ginásio e de dentro dele sai um ramo que ilustra também o Código de Ética

ACESSE O SITE DO EVENTO CLICANDO AQUI

Seleção de Mestrado e Doutorado em Educação FE/UFG 2019

Olá pessoal,

Vamos lá???

As oportunidades não param de aparecer e nosso blog tem o compromisso de levar a público todas as informações das oportunidades de formação, capacitação e estudos que nos chegarem ao conhecimento.

Topo do site

Hoje divulgamos o processo seletivo destinado à matrícula dos aprovados para a 33ª Turma de Mestrado e 18ª Turma de Doutorado. Isso mesmo. O colegiado do PPGE decidiu unificar o ingresso de mestrandos e doutorandos! 


Acesso ao Edital Nº 04/2019 onde você tem acesso a todas as informações sobre a inscrição, a seleção e a matrícula da 33ª Turma de Mestrado e 18ª Turma de Doutorado.


UMA INFORMAÇÃO IMPORTANTE:


O PPGE/FE/UFG não realizará prova de suficiência em língua estrangeira no processo seletivo de Mestrado e Doutorado em Educação 2019. 

Clique aqui e veja as orientações para a comprovação de suficiência em língua estrangeira.


Verifique também no site do Centro de Avaliação de Suficiência em Língua Estrangeira www.casle.letras.ufg.br o edital com as datas de inscrição e realização das provas de língua estrangeira.

Topo do site

XVI Seminário do PPGE da Faculdade de Educação/UFG

Olá pessoal,

As oportunidades estão pipocando para todos os lados e em diversas frentes. Hoje vamos divulgar duas grandes OPORTUNIDADES que encontramos a partir do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás, ou como costumeiramente chamamos do PPGE da FE/UFG.

Ambas as oportunidades é para você que AINDA não ingressou no mestrado ou no doutorado e tem planejado ou tentando criar coragem. Seus dias de procrastinação precisam acabar. Entenda as nossas postagens como uma inspiração e uma mola propulsora para seguir adiante em seus projetos de formação acadêmica.
Vamos lá!

A primeira oportunidade acontece no período, de 25 a 28 de Junho de 2019, acontece na Faculdade de Educação da UFG, no mini-auditório, a apresentação de trabalhos da 16ª Turma de Doutorado e 31ª Turma de Mestrado.
Essa é uma oportunidade para você conhecer o quê tem estudo e pesquisado os alunos do programa no mestrado e doutorado. Não somente o que têm estudado e pesquisado, mas também conhecer uma análise avaliativa sobre seus temas, as metodologias de pesquisa e algumas outras informações próprias do processo de elaboração das dissertações e teses.

A segunda oportunidade você confere na próxima postagem checa lá!!

Sinta-se convidado e participe!!!!





sexta-feira, 17 de maio de 2019

Curta o Campus - UFG Praça Universitária - 18/05


Ciclo de Estudos e Reflexões - Saberes Pedagógicos Docentes Ensino Superior

Olá pessoal! 

Anunciamos a realização da palestra da Professora Selma Garrido.

Data: 31/05/2019

Horário: 08:30

Local: Teatro da EMAC (Escola de Música e Artes Cênicas da UFG), Campus Samambaia (Goiânia).

Participação e entrada franca, mas é preciso INSCREVER-SE AQUI



Fonte: https://www.ufg.br/n/116516-inscreva-se-no-ciclo-de-palestras-para-o-desenvolvimento-do-ensino-criativo-colaborativo-e-inovador

XIII Seminário Pensar a Educação - UFMG 23/05


Ciclo de Palestras - Formação de Profissionais da Educação em Brasília/DF


quinta-feira, 16 de maio de 2019

VIII Congresso GPT e GYMBRASIL - Novembro/19 - Caldas Novas



                  ENTRE E INSCREVA-SE




               ENTRE E INSCREVA-SE





IV Seminário Criança e Natureza - Junho/19 Rio de Janeiro

Olá pessoal,

Submergimos para trazer informações no campo da formação profissional, acadêmica, política, cultural, pessoal, enfim, para a formação humana. Atentem sempre aos prazos de inscrição e datas para aquisição de passagens aéreas ou terrestres. 

Bom evento pra quem for!!!



                 10 e 11 de junho, das 9h às 17h
Teatro Sesc Senac | Avenida Ayrton Senna, 5555
Gardênia Azul | Rio de Janeiro




Já estão abertas as inscrições para o IV Seminário Criança e Natureza

Promover diálogos sobre a qualidade da interação da criança com o ambiente natural, tanto em convívio quanto em brincadeiras é o objetivo do “Seminário Infâncias e Naturezas, um olhar para a diversidade social e ambiental”, que acontece nos dias 10 e 11 de junho, no Departamento Nacional do Sesc, no Rio de Janeiro.

O encontro, realizado pelo programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, em parceria com o Sesc Nacional, reunirá especialistas de diferentes partes do Brasil para instigar diálogos sobre a relação entre criança e meio ambiente e das múltiplas formas como essa relação acontece.

Confira a programação completa e faça sua inscriçãoO evento é gratuito e as vagas são limitadas.






segunda-feira, 8 de abril de 2019

Concurso Público - Instituto Federal do Tocantins 2019


Olá pessoal,

As vagas de concurso tenderão a reduzir nos próximos anos. Portanto, para você que pretende ingressar na carreira do Magistério da Educação Básica Técnica e Tecnológica, fique atento aos informes dos IF's pelo Brasil afora. 

Hoje estamos ajudando a divulgar o Editgal do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins em seu concurso IFTO 2019, com a publicação do edital nº 16/2019.

São vagas em cargos Técnicos-Administrativos em educação e para Professores da carreira do magistério do ensino básico, técnico e tecnológico.


Quais são as vagas?

  • Professor: Biologia, Educação Física, Geografia, Geomática, História, Letras com ênfase em Português e Inglês e Letras com ênfase em Português e Libras;
  • Técnico Administrativo - nível médio: Assistente em Administração e Técnico em Enfermagem;
  • Técnico Administrativo - nível superior: Administrador, Engenheiro Civil e Psicólogo.

E sobre os vencimentos?

O vencimento para técnico-administrativo é de R$ 2.446,96 para os cargos de nível médio e de R$ 4.180,66 para os cargos de nível superior. Para Professor, o vencimento total varia de R$ 4.455,22 a R$ 9.600,92, de acordo com a titulação do profissional.
Além do vencimento, os profissionais contratados poderão ter direito aos seguintes benefícios: auxílio alimentação, auxílio transporte, auxílio pré-escolar, saúde suplementar, incentivo à qualificação, além de outros previstos na legislação.
A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas semanais, sendo que para Professor é exigida dedicação exclusiva.

Como posso me inscrever?

Entre os dias 05 de abril e 02 de maio de 2019, apenas via internet.
Para se Inscrever CLIQUE AQUI
Validade
O concurso IFTO terá validade de um ano, a contar da data de publicação da homologação do resultado final no DOU, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Edital

Para outras informações sobre o concurso IFTO como quadro de vagas, cronograma de todas as etapas e conteúdo programático das provas, consulte o edital e seus anexos, além de taxas de inscrição, isenção de taxa, sobre as provas e data provável do concurso CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE O CONCURSO.
Fonte: IFTO

sábado, 6 de abril de 2019

XXI Conbrace - Prorrogação de Prazos

Olá pessoal...

Um aviso aos Associad@s do CBCE!!


A organização do XXI CONBRACE E VIII CONICE avisa que o prazo para a submissão de trabalhos para o XXI Congresso Brasileiro de ciências do Esporte e o VIII Congresso Internacional de Ciências do Esporte foi prorrogado para o dia 16 de abril. As inscrições com preço diferenciado também poderão ser feitas até esta data.

O Congresso será realizado em Natal-RN de 16 a 20 de setembro, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Os trabalhos deverão ser submetidos na forma de Resumo expandido, Resumo Simples, envio de Fotografias e Vídeos que serão exibidos na Sala de Imagens – SALA SIM.

Ingerência na História do Brasil

NOTA PÚBLICA

As associações científicas abaixo assinadas registram sua indignação com as manifestações de integrantes do poder público federal quanto à história do Brasil e do mundo contemporâneo, eivadas de negacionismo e revisionismo infundados e desprovidos de qualquer base investigativa. 

A titularidade do poder político não reveste seus detentores de infalibilidade e tampouco lhes confere mandato para - mediante opiniões superficiais e sem pertinência à realidade brasileira amplamente pesquisada com elevado grau de acuidade científica - impor suas visões particulares, manipular os instrumentos educacionais do Estado ou deturpar suas finalidades de entidade impessoal, laica e inclusiva.

Em particular, no caso do titular do Ministério da Educação, constatam as Associações Científicas, observa-se um descaso com a responsabilidade pública do cargo e um amadorismo incompatível com a missão de supervisionar os processos educacionais do país em ambiente de pluralidade, democracia e liberdade. Isso é o que está prescrito nos arts. 5º, 205 e 206 da Constituição Federal, e o art. 3º da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9393/96), dentre tantos outros dispositivos do ordenamento jurídico do nosso estado democrático de direito, consoantes com nossa cultura social e política plural. Assim esperamos dos governantes que se comportem com responsabilidade pública e com moralidade pessoal, algo que um país como o Brasil tem o direito de exigir.

ANPUH - Associação Nacional de História.
SBEnQ - Sociedade Brasileira de Ensino de Química.
Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio.
SBHE - Sociedade Brasileira de História da Educação.
FCHSSALA - Fórum de Ciências Humanas, Sociais, Sociais Aplicadas, Letras e Artes.
SBTHH - Sociedade Brasileira de Teoria e História da Historiografia.
ANFOPE - Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da educação.
FORPARFOR - RP - Fórum de Coordenadores Institucionais do PARFOR. - Forum dos Coordenadores Institucionais do PIBID e Residência Pedagógica.
SBEnBio - Associação Brasileira de Ensino de Biologia.
ABRAPEC - Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências. 
ABdC - Associação Brasileira de Currículo.
ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação.
AGB – Associação dos Geógrafos Brasileiros.
CEDES - Centro de Estudos Educação e Sociedade.
FORUMDIR - Fórum Nacional de Diretores de Faculdades, Centro de Educação ou Equivalentes das Universidades Públicas Brasileiras.
ANPOCS - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.

As infâncias e as bolas de sabão

Foto: By Sérgio Moura



A INFÂNCIA E A BOLA DE SABÃO. 

Há muito tempo a infância deixou de ser apenas um registro de imagens de adultos em miniatura. Por isso, posso seguramente criar aproximações entre a infância e uma bola de sabão.

As semelhanças são muitas principalmente, na plasticidade da forma, dos movimentos, na direção, das cores, dos sentidos, das interpretações e por aí vai. 

É certo que não existe uma infância, mas infâncias que são demarcadas: pelo lugar social, familiar, cultural, pelo tipo de influência das mídias, pelo contato com as gerações anteriores, pela estrutura de valores ensinados, pelo patamar de humanidade que os assiste e os educa... entre outras características, há muitas infâncias.

Não falo de uma infância atribuida como futuro da sociedade, mas de infâncias que são do presente porque ensinam enquanto aprendem e se formam  enquanto são educados.

Falo de infâncias que são no presente o brilho da luz de um mundo que precisamos construir para eles enquanto usufruem e crescem neste corrompido pelo desejo de poder e do acúmulo de bens e dinheiro.

Falo de infâncias que são nossos porta-vozes para uma travessia ao avesso, para um retornar a um mundo mais inocente e mais puro, ainda que ilusório. 

Minha dor é sentir a decadência humana no abandono, no abuso, no destrato, na violência e no óbito pela fome.

Minha esperança é ver que uma criança ainda se emociona e brinca de fazer bolas de sabão e extrai dessa atividade prazer, alegria e, de tudo isso, ainda é capaz de sonhar.

#blogdosergiomoura #blogger 
#educação #educacao #formação #formaçãohumana #infâncias #crianças #boladesabao #sonhar #viver 

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Olá pessoal...


Divulgando material sobre o X CONGOCE e XI CONEF para ampla divulgação entre seus contatos e redes sociais. 


Em breve, divulgaremos mais informações detalhadas sobre inscrição, submissão de trabalho e programação geral do evento.




terça-feira, 5 de março de 2019

Portal Povos do Brasil



Olá pessoal,

Hoje, aproveitando para dar uma dica àqueles que decidiram ficar de molho ao invés da folia, visite o portal Povos do Brasil.

"O Povos do Brasil é um projeto desenvolvido pela Universidade Federal de 
Mato Grosso – UFMT, em parceria com o Ministério da Cultura"

"Este é um espaço de visibilidade e divulgação da riqueza dos POVOS DO BRASIL especialmente neste momento em que estão sendo atacados em suas formas de viver e ser no mundo."

VISITE O PORTAL CLICANDO AQUI


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

II CECIFOP - Submissão de Trabalhos / Prorrogação





ACESSE O SITE DO EVENTO 

Curta o Campus UFG

Olá pessoal,

Aviso que o Campus Samambaia da Universidade Federal de Goiás não será o mesmo nos dias 23/03, 18/05, 17/08 e 09/11.

Fica aqui o nosso convite para você levar seus filhos, sobrinhos e vizinhos para uma tarde de divertimento e aprendizados e participar do CURTA O CAMPUS.






terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

A Revolução das Mulheres, Boitempo Editorial

Olá pessoal,


Em tempos de escuridão e de ameaça às liberdades de ideias e expressão é sempre bom buscar ajuda na literatura daqueles que lutaram e lutam pela liberdade, pela emancipação e pela direito dos homens e principalmente, das mulheres.

A sugestão de hoje é da escritora Graziela Schneider em "A revolução das mulheres". 

 A revolução das mulheres
"Mostrar que no início do século XX as russo-soviéticas alcançaram direitos que ainda nos parecem impossíveis representa uma ameaça à ordem vigente." 
– Daniela Lima


Em 8 de março de 1917, uma manifestação reuniu, na Rússia, mais de 90 mil mulheres contra o tsar Nicolau II e a participação do país na Primeira Guerra Mundial. O evento, que também exigia melhores condições de trabalho e o fim imediato da fome que se alastrava pelo país, tomou proporções inimagináveis e culminou na chamada Revolução de Fevereiro, um prenúncio da Revolução de Outubro, que derrubou o tsarismo, deu o poder aos sovietes e levou à construção da URSS. Para comemorar o centenário dessa data incendiária, a Boitempo publica A revolução das mulheres, antologia com dezenas de artigos, atas, panfletos e ensaios de autoras russo-soviéticas produzidos nesse contexto de convulsão social e política. Nesses textos de intervenção e reflexão sobre a condição e a emancipação da mulher, destaca-se sobretudo a importância da igualdade entre os gêneros na defesa da classe trabalhadora: a separação entre mulheres e homens interessava apenas ao capital, para a Revolução a luta deveria ser conjunta. A leitura, que percorre temas como feminismo, emancipação, trabalho, luta de classes, família, leis e religião, permite distinguir que houve, de fato, a conquista de direitos desde então, mas também demonstra que diversos critérios desiguais continuam em vigor, o que torna os textos, apesar de clássicos, mais atuais do que nunca. A coletânea vem acrescida de fotografias das autoras e de cenas da Revolução. Este é um livro feito integralmente por mulheres, da capa à edição, passando pela preparação, revisão e diagramação. A organização é da pesquisadora Graziela Schneider, e os textos foram traduzidos diretamente do russo pela primeira vez no Brasil.
Com textos inéditos de: Aleksandra M. Kollontai • Anna A. Kalmánovitch  Ariadna V. Tirkóva-Williams  Ekaterina D. Kuskova  Elena A. Kuvchínskaia  Inessa F. Armand  Konkórdia N. Samóilova  Liubov I. Guriévitch  Maria I. Pokróvskaia  Nadiéjda K. Krúpskaia  Olga A. Chapír

domingo, 24 de fevereiro de 2019

6ª Marcha Mundial Pela Conscientização da Endometriose - 30 de Março 19

Está chegando o nosso grande dia do ano: 30 de março (Sábado).




Neste dia nos manifestamos para pedir o reconhecimento da endometriose como doença social e de saúde pública e a garantia de nossos direitos.

MARCHA MUNDIAL PELA CONSCIENTIZAÇÃO DA ENDOMETRIOSE

O que nós reivindicamos neste dia?

- Tratamento gratuito, correto e digno pelo SUS em pelo menos todas as capitais do Brasil;
- Garantia dos mesmos direitos dos portadores de doenças tão graves quanto à endometriose, que viabiliza a isenção de impostos a carros adaptados, por exemplo, os de câmbio automático. Você sabia que muitas portadoras vivem à base de morfina e seus derivados em razão das fortes dores, inclusive nas pernas, limitando seus movimentos?
- O INSS tenha a endometriose como doença incapacitante enquanto a portadora estiver impossibilitada de exercer suas atividades;
- Mais profissionais capacitados para realizar o diagnóstico precoce, realizar a correta cirurgia de remoção total a doença, recursos diagnósticos e centros de referência em todas as capitais brasileiras;
- Melhor formação dos profissionais nas universidades.

Por essas razões, nós nos juntamos em todo o mundo no dia 30 de março, a partir das 9h, horário de Brasília!

Se você MULHER, acha que os tópicos listados fazem parte do seu direito de cidadã que paga seus impostos em dia, junte-se a nós no dia 30 de março de 2019.

O Brasil é o país com mais cidades no mundo que sairão às ruas: 20 cidades de 12 estados diferentes estarão unidas aos mais de 70 países no único e pioneiro evento em prol da conscientização e luta pelos direitos das endomulheres.

Se você mora nas cidades de São Paulo, Sorocaba, Leme, Santos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte, Uberlândia (MG), Goiânia (GO), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba, Londrina, Maringá (PR), Florianópolis (SC), Salvador, Feira de Santana (BA), Fortaleza (CE), São Luís (MA), Boa Vista (RR) e Belém (PA) e região está esperando o que para se cadastrar gratuitamente na EndoMarcha 2019?

Para participar envie um email para endomarcha.goiania@gmail.com informando:
- Seu nome completo
- Sua idade
- Seu número de celular com whatsapp para participar (exclusivamente) de um grupo de informes sobre a Marcha.

Quem pode participar? Todos. Mulheres portadoras ou não, homens, adolescentes e crianças acompanhadas de seus responsáveis.

A decisão da mudança está em nossas mãos, em suas mãos: você quer continuar invisível para a sociedade ou quer arregaçar as mangas e ir à luta por você, por sua filha, sua futura nora, netas…

Chega de silêncio, chega de ser invisível para a sociedade. Vamos mostrar que nós existimos e que somos muitas.

Convide seus amigos (sua turma da balada e vem juntas), seus familiares, conhecidos e vizinhos. Todos juntos em benefício da saúde da mulher.

Se você pessoa física ou jurídica quer patrocinar a EndoMarcha em Goiânia, nós precisamos de você.

Entre em contato comigo (Sérgio de Almeida Moura) através do email endomarcha.goiania@gmail.com ou pelo telefone (62) 984041558 e dialogaremos sobre o projeto.


Sérgio de Almeida Moura
Coordenador EndoMarcha Brasil - Goiânia/Go

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Livro: "O ódio como política", da Boitempo por Esther Solano

Olá pessoal,

Dica de leitura que trago da Boitempo sempre pontual, na medida e de um lado da história: o lado certo.

"Alfabetização digital é antídoto contra ódio, diz socióloga."


"Para Esther Solano, organizadora do livro O ódio como política, instrumentalização da educação brasileira gerou cidadãos com baixa capacidade de convívio."



O ódio como política, organizado por Esther Solano, chega às livrarias durante o período eleitoral, no momento em que o campo progressista assiste perplexo à reorganização e ao fortalecimento político das direitas. “Direitas”, “novas direitas”, “onda conservadora”, “fascismo”, “reacionarismo”, “neoconservadorismo” são algumas expressões que tentam conceituar e dar sentido a um fenômeno que é indiscutível protagonista nos cenários nacional e internacional de hoje, após seguidas vitórias dessas forças dentro do processo democrático. Trump, Brexit e a popularidade de Bolsonaro integram as complexas dinâmicas das direitas que a coletânea busca aprofundar a partir de ensaios escritos por grandes pensadores da atualidade. Tendo como foco central o avanço dos movimentos de direita, os textos analisam sob as mais diversas perspectivas o surgimento e a manutenção do regime de ódio dentro do campo político.

Luis Felipe Miguel abre o livro apresentando os três eixos da extrema-direita brasileira: o libertarianismo, o fundamentalismo religioso e o revival do anticomunismo. Silvio Almeida continua o raciocínio discorrendo sobre a distinção entre o conservadorismo clássico e o neoconservadorismo atual, para o qual a democracia não passa de um detalhe incômodo. Carapanã tenta responder à pergunta de como chegamos a este cenário de recessão democrática analisando os ataques ao Estado na América Latina e no Brasil. Flávio Henrique Calheiros Casimiro trabalha a cronologia da reorganização do pensamento e da ação política das direitas brasileiras, buscando suas raízes nos anos 1980. Camila Rocha questiona a caracterização das novas direitas brasileiras como militância ou como resultado do financiamento de organizações que articulam think tanks globalmente.



Rosana Pinheiro-Machado e Lucia Mury Scalcoanalisam as transformações da juventude periférica, que migrou da esperança frustrada para o ódio bolsonarista na última década. Ferréz também traça um retrato das periferias e do reacionarismo contido nelas, com uma linguagem forte e poética. Rubens Casara escreve sobre a direita jurídica de tradição antidemocrática, marcada por uma herança colonial e escravocrata. Edson Teles reflete sobre a militarização da política e da vida, e sobre a dinâmica da dualidade “inimigo interno” versus “cidadão de bem”.


Na economia, Pedro Rossi e Esther Dweck analisam alguns mitos do discurso da austeridade, enquanto Márcio Moretto conduz-nos a uma dimensão de vital importância para as direitas na atualidade: as redes sociais e como estas organizam o debate político. Já o pastor Henrique Vieira aborda o fundamentalismo religioso e como este se traduz em ações truculentas e em projetos de poder, como a Frente Parlamentar Evangélica. Ainda sobre os perigos do discurso da moral e dos bons costumes, Lucas Bulgarelli analisa a oposição aos direitos LGBTI nos últimos anos, e Stephanie Ribeiro apresenta as ameaças da retórica antifeminista no ideal da mulher submissa, “bela, recatada e do lar”. Por fim, Fernando Penna reflete sobre o caráter reacionário do projeto Escola sem Partido, que fomenta um clima de perseguição inquisitorial em muitas escolas brasileiras sob o lema de um suposto pensamento neutro.



Sumário
- Apresentação, Esther Solano Gallego

- A reemergência da direita brasileira, Luis Felipe Miguel 

- Neoconservadorismo e liberalismo, Silvio Luiz de Almeida 

- A Nova Direita e a normalização do nazismo e do fascismo, Carapanã
As classes dominantes e a nova direita no Brasil contemporâneo, Flávio Henrique Calheiros Casimiro 

- O boom das novas direitas brasileiras: financiamento ou militância?, Camila Rocha 

- Da esperança ao ódio: a juventude periférica bolsonarista, Rosana Pinheiro-Machado e Lucia Mury Scalco 

- Periferia e conservadorismo, Ferréz 

- A produção do inimigo e a insistência do Brasil violento e de exceção, Edson Teles

- Precisamos falar da “direita jurídica”, Rubens Casara 

- O discurso econômico da austeridade e os interesses velados, Pedro Rossi e Esther Dweck

- Antipetismo e conservadorismo no Facebook, Márcio Moretto Ribeiro 

- Fundamentalismo e extremismo não esgotam experiência do sagrado nas religiões, Henrique Vieira 

 -Moralidades, direitas e direitos LGBTI nos anos 2010, Lucas Bulgarelli

- Feminismo: um caminho longo à frente, Stephanie Ribeiro

- O discurso reacionário de defesa de uma “escola sem partido”, Fernando Penna.


QUER SABER ONDE ADQUIRIR O SEU?