quinta-feira, 12 de agosto de 2010

... há quem se orgulhe disso ...

 ... quando na verdade era pra ter vergonha por causa da fraude de se tornarem militares de uma hora pra outra. Não sou um defensor dos valores militares nem tenho orgulho do Brasil ter forças armadas. Mas, em se tratando de dinheiro público para financiar estratégias fraudulentas... como cidadão não dá pra ficar "de boa"!!!

Acredito no potencial dos atletas brasileiros, mas acredito que o Ministério dos Esportes deveria ser mais criativo, mais propositivo e dialogar com os conhecedores do esporte em suas mais variadas instâncias, ainda que haja muita gente picareta enfiada dentro das instituições só estorquinho o erário público.
--------------------------------------------
--------------------------------------------
11/08/2010 16h55 - Atletas de ponta entram na carreira militar para defender Brasil em mundial da categoria
O esporte nacional veste o uniforme das Forças Armadas e garante ouro aos atletas. As jogadoras de futebol medalhistas de prata nas Olimpíadas de Pequim, a capitã Tânia Maranhão, 35, e a meio de campo Maycon, 33, são agora marinheiras da Marinha do Brasil. Trata-se de um feito inédito que já rendeu ao Brasil o bicampeonato mundial conquistado em 2009 em Biloxi, no estado de Mississipi (Estados Unidos) e repetindo a mesma façanha este ano, em Cherburg, na França.

Essa é uma das diretrizes estratégicas adotadas pelo Ministério da Defesa em parceria com o Ministério do Esporte para que o Brasil mostre seu potencial nos V Jogos Mundiais Militares que acontecerão em 2011, no Rio de Janeiro, capital. Vários atletas de ponta foram convocados por meio de editais.

“É uma experiência totalmente nova em minha vida. Ser Bolsista da Bolsa Atleta e ainda estar nas Forças Armadas é um grande orgulho. O clima aqui é de muita harmonia e recebemos no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), na Avenida Brasil, o tratamento que merecemos”, revela orgulhosa a marinheira Tânia Maranhão.

“Não mexa comigo, porque agora eu sou da lei”, brinca a marinheira Maycon. Ela é natural do estado de Santa Catarina e vive em São Paulo. Ao ingressar na carreira militar, mora a bordo, ou seja, no próprio quartel. “Eu e Tânia fizemos o curso de formação militar. A disciplina me deixou mais paciente, e os treinamentos daqui dão uma ajuda que veio do céu’, disse

Ingresso - As condições de admissão foram dadas de acordo com o ranking do atleta. Na Marinha, por exemplo, os convocados foram incorporados como Praças de 2ª Classe da Reserva (RM2) – área de treinamento físico militar. No Exército, os atletas foram incorporados como Sargento Técnico Temporário, no campo do desporto de alto rendimento. Eles passam a receber vencimentos compostos por soldos mais vantagens. Os valores são de R$ 1,5 mil para marinheiro e R$ 2,8 mil para 3º sargento do Exército.

Atualmente, a comitiva brasileira militar trabalha com cerca de 600 atletas. De acordo com o almirante Bernardo José Pierantoni Gambôa, presidente da Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB) e diretor da Secretaria-Executiva dos Jogos, os atletas têm a representatividade das três forças.

“Duzentos e dez atletas são do Exército, 292 estão na Marinha e 73 na Aeronáutica. No caso da Aeronáutica todos os atletas são profissionais de carreira, ao contrário o Exercito e da Marinha que contam com atletas militares e esportistas convocados”, explica Gambôa.

Os Jogos Mundiais Militares acontecem em 2011 no Rio de Janeiro capital. A competição contará com 37 modalidades de 20 esportes, como vôlei, natação, triatlo, pentatlo militar, hipismo e paraquedismo, nas instalações construídas para o Pan 2007, como o Engenhão, o Complexo Esportivo de Deodoro e o Maracanãzinho, e em três vilas militares erguidas nas unidades da Marinha em Campo Grande (RJ) e nos bairros cariocas de Deodoro (Exército) e Sulacap (Aeronáutica).

Confira, abaixo, os novos atletas militares e suas conquistas;

FUTEBOL FEMININO
Marinheira Tânia Maranhão ..(prata nas olimpíadas de Pequim)
Marinheira Maycon .(prata nas olimpíadas de Pequim)


TAEKWONDO
Marinheiro Diogo Silva (campeão pan-americano)
3º Sargento Natália Falavigna (campeã mundial emedalha de bronze nas olimpíadas de Pequim)

JUDÔ
Marinheira Ketleyn Quadros (bronze em Pequim)
3º Sargento Leandro Guilheiro (bronze nas olimpíadas de Pequim e prata em Atenas)
3º Sargento Luciano Correia (ouro em circuito mundial, ouro em mundial e bronze em pan-americano)
3º Sargento Flávio Canto (bronze em Olimpíadas e ouro em copa do mundo)

NATAÇÃO
3º Sargento Poliana Okimoto (prata no Pan-americano, campeã mundial e líder do ranking mundial e, 2009)
3º Sargento Kaio Marcio (dois ouros e uma prata no pan/2007, duas pratas e um bronze no pan/ 2003, ouro e bronze em mundial de natação)
3º Sargento Joana Maranhão (seis recordes sul-americanos, bronze nos jogos pan-americanos e finalista nas olimpíadas de Atenas.

PENTATLO MODERNO
3º Sargento Yane (ouro no Pan -2007, ouro no Brasileiro e prata na copa do mundo)
3º Sargento Larissa prata no Pan-americano e prata no Brasileiro)

TIRO
3º Tenente coronel aviador Julio Almeida (prata no Pan-americano e participou das olimpíadas de Pequim)

VELA
Marinheira Isabel Swan (bronze nas olimpíada de Pequim)
Marinheiras Juliana Mota e Martine Grael (títulos Nacionais e Internacionais em diversas regatas)

VOLEIBOL MASCULINO
3º Sargento Raphael Oliveira (campeão Italiano)
3º Sargento Anderson Rodrigues (campeão Olímpico, da Liga Mundial e Pan-americano)
3º Sargento Douglas Cordeiro (campeão da Liga Nacional pela seleção Brasileira Infanto/Juvenil)
3º Sargento Lucas Provenzano (campeão Sul-americano Infantil e Juvenil pela seleção brasileira de base )
3º Sargento Vinicius Siqueira (campeão mundial Interclubes, da Superliga Nacional e da Superliga Espanhola)
3º Sargento Rafael Vinhedo (integrante da seleção Brasileira 2005, campeão mundial Infanto e da Superliga Nacional)
3º Sargento Thiago Sens (integrante da seleção brasileira 2006, campeão brasileiro bjvenil e da Superliga Nacional

VOLEIBOL FEMININO
3º Sargento Fernando Garay (seleção Brasileira e campeã da Copa Panamericana)
3º Sargento Michele Pavão (campeã da Superliga Nacional)
3º Sargento Regiane (seleção Brasileira e campeã da Superliga Nacional)
3º Sargento Fernanda Berti (seleção Brasileira, campeã Sulamericana 2005)
3º Sargento Veridiana (seleção Brasileira, campeã do GrandPrix2001 e da Superliga Nacional)

ESGRIMA
3º Sargento Renzo Agresta (bronze no Panamericano, disputou nas olimpíadas de Pequim e Atenas).

TRIATLO
3º Sargento Carla Moreno (prata nos Jogos Panamericanos de Winnipeg, hepta campeã do troféu Brasil de triatlo)

ATLETISMO
3º Sargento Vicente Lenilson (ouro no revezamento 4x100 nas Olimpíadas de Sidney)
Marinheiro Wallace Vieira ( ouro na prova de 400m do Troféu Brasil e bronze no Mundial Militar de Atletismo de 2009)


Carla Belizária
Ascom – Ministério do Esporte 

http://www.esporte.gov.br/ascom/noticiaDetalhe.jsp?idnoticia=6336 
Postar um comentário